Multas de trânsitos poderão ser pagas parceladas com cartão de crédito


No último dia 6, novas regras sobre o pagamento de infrações foram publicadas no Diário Oficial pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Entre as várias mudanças, a mais destacada é a permissão que as autoridades de trânsito deram às dívidas para serem removidas de diferentes formas, incluindo até o uso de cartão de crédito e parcelas.

A partir de agora, o devedor poderá pagar dívidas diferentes, isto é, ele reunirá todas as dívidas pendentes que podem ser multas e débitos relacionadas ao veículo a ser retirado do departamento de trânsito. No momento em que as infrações forem parceladas, o motorista estará livre dos assuntos pendentes relacionados ao licenciamento do veículo.

Como o sistema atual no Brasil , os Detrans de todos os estados terão que contratar empresas para fazer essa nova modalidade de pagamento, porque no passado, era o próprio órgão que emitia os ingressos.

Segundo a nova regra, a operadora de crédito as famosas “bandeiras” que intermediarem esses pagamentos irão precisar obter um credenciamento oficial junto ao Sistema Nacional de Trânsito.

O usuário do cartão deve ser avisado com antecedência sobre as despesas adicionais que serão incorridas quando ele decidir pagar dessa forma e for o motorista que terá que pagar por elas.

Todas as instituições que optarem por esse novo meio de pagamento terão que enviar mensalmente informações sobre a coleta ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *