Bolsa família sobre corte em benefícios de aposentadorias e auxílios-doença em todo Brasil


O Governo do Brasil acaba de anunciar a suspensão de 341.746 benefícios por doença e 108.512 aposentadorias por invalidez, pagos entre o segundo semestre de 2016 e 30 de junho de 2018. O cancelamento ocorre devido a irregularidades encontradas nos cadastros dos usuários desses benefícios. Os valores totais pagos no período atingem R $ 9,6 bilhões, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Social.

Até o final do ano, estima-se que outros R$ 5 bilhões gastos com ajuda também serão cortados. No total, 552.998 benefícios por doença e 1.004.886 aposentadorias por invalidez serão revisados. No entanto, possíveis irregularidades estão sendo investigadas pela Comissão de Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (CMAP), criada em abril de 2016 e formada por técnicos e dirigentes da Controladoria Federal e dos Ministérios do Planejamento, Finanças e Casa Civil. . Conforme o secretário federal de Controle Interno da CGU se manisfestou, Antônio Carlos Bezerra Leonel, ainda não se sabe quantas pessoas vão perder os benefícios devido a fraudes.

Bolsa de Família

Nos últimos dois anos, além dos cortes nas aposentadorias por doença e invalidez, o governo do Brasil excluiu 5,2 milhões de famílias cadastradas no programa Bolsa Família devido a irregularidades. No período, outros 4,8 milhões foram incluídos entre os beneficiários. Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, a medida permitiu que a fila do programa continuasse zerada.

Restabelecer

O valor do programa Bolsa Família terá reajuste de 5,67% no mês de julho de 2018 e começou a ser pago na quarta-feira (18/7) e continua até o dia 31. Para saber o dia permitido para a retirada, o beneficiário deve observar o Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão. Aqueles que terminarem com a final 1 podem sacar no primeiro dia do pagamento. Aqueles com final 2, o segundo dia e assim por diante. (Veja o cronograma abaixo)

O valor que cada beneficiário recebe varia de acordo com o número de pessoas na família; a idade dos associados e a renda declarada pelo titular no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Os fundos estão disponíveis para retirada por um período de três meses.

O Bolsa Família é destinado a famílias cadastradas no Cadastro Único, com renda mensal de até R $ 89; além daqueles com renda familiar mensal por pessoa de até R$ 178 que possuem gestantes, crianças ou adolescentes.

Na inscrição no programa, todas as famílias assumem compromissos nas áreas de Educação e Saúde, as chamadas condicionalidades, que contribuem para o acesso domiciliar aos serviços. Na saúde, por exemplo, um dos compromissos é manter a vacinação infantil sempre atualizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *